MEI, EIRELI, EI e SLU – Qual a diferença?

MEI, EIRELI, EI e SLU – Qual a diferença?

Se você está buscando abrir uma empresa sem sócios, mas ainda está na dúvida de qual a melhor forma para fazer isso, precisa entender quais são as opções disponíveis e como funcionam cada uma delas.

Por isso vamos te ajudar a entender como funcionam o MEI (Microempreendedor individual), EIRELI (Empresa Individual de Responsabilidade Limitada), EI (Empresário Individual) e SLU (Sociedade Limitada Unipessoal). Ao final da matéria ficará muito mais fácil escolher qual o tipo certo de empresa para você.

MEI

Pequeno negócio de artesanato

O MEI é a sigla para Microempreendedor Individual. Criado para regularizar trabalhadores autônomos. E legalmente se caracteriza como empresa individual onde não é possível ter sócios nem ter participação em outras empresas como sócio, titular ou administrador. E somente um funcionário registrado. O faturamento anual pode chegar a no máximo 81 Mil.

Nesse regime os tributos federais são isentos, sendo obrigatório somente o valor de guia fixo de 52,70 para prestação de serviços, 53,70 para atividades mistas e 48,70 para comércio ou indústria.

Você encontrará nesse link do Governo Federal a tabela de atividades permitidas como MEI.

EI

empresa de marcenaria

EI ou Empresário Individual se assemelha ao MEI, pois o intuito também é de regular trabalhadores autônomos, mas não confunda os dois. Ambos se diferenciam pois o faturamento anual do EI é maior, podendo chegar a 360 mil em caso de Microempresa e 4,8 milhões para empresas de Pequeno Porte.

Além do mais o modelo EI não tem limites para número de funcionários. E o regime tributário pode ser escolhido conforme o teto do faturamento. No modelo de empresa EI o patrimônio pessoal e da empresa é o mesmo perante a lei. Assim dívidas podem ser cobradas dos bens físicos não só dos jurídicos.

EIRELI

Mini floricultura

Empresa Individual de responsabilidade Limitada ou EIRELI é uma empresa de apenas um titular. Onde esse é o responsável por integralizar á empresa todo o capital exigido por lei, equivalente a 100 vezes o valor do salário mínimo ajustado anualmente.

O regime tributário nesse modelo de empresa pode ser o Simples Nacional, Lucro Presumido ou Lucro real, uma vez que o que determina o teto de faturamento é o tipo de regime escolhido.

Todas as atividades econômicas são aceitas nesse modelo de empresa. Além disso os bens pessoais do proprietário são protegidos, pois o patrimônio físico do dono é separado dos bens jurídicos da empresa.

SLU

Pequeno negócio

A SLU ou Sociedade Limitada Unipessoal é uma excelente alternativa a quem não se encaixa no MEI e nem nos formatos do EI, mas também não quer ou não pode investir o valor do capital social obrigatório da EIRELI.

Além disso a SLU não tem limite de funcionários, o teto de gastos é dependente do regime tributário escolhido, abrange todas as atividades econômicas, os bens pessoais também são protegidos e pode abrir outras empresas, inclusive no mesmo formato SLU.

Chegamos ao final da matéria. Agora que você já conhece quais os tipos de empresa que dispensam sócios na sua abertura é hora de escolher qual o melhor formato para você. Então se você for das antigas pegue papel e caneta e se for mais moderno a calculadora e o computador e calcule em ambos os casos.

Pense no tipo e tamanho da empresa que você pretende abrir ou regularizar, pesquise sobre os regimes tributários e qual o teto de gastos pretendido (de forma realista). Assim não tem como errar e o sucesso é garantido.

Gostou de aprender mais sobre o mundo empreendedor? Então fiquei ligado nas novidades postadas semanalmente aqui no blog e comente aqui abaixo suas dúvidas ou opiniões sobre o assunto.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *